Formação

Cenáculo Filhos de Sião – Celebrando São Francisco

São Francisco inspira nosso Carisma: Louvar e adorar o Amor que não é amado!

Como São Francisco quero: acordar os corações adormecidos e inflamar os corações indiferentes. Quais corações adormecidos você já despertou? Quais corações indiferentes você já inflamou?

Nascido em Assis na Itália no ano de 1182. Filho de Pietro di Bernardone e de Pica de Bourlemont. Seu pai era um rico comerciante e assim na sua juventude Francisco era muito rico e esbanjava muito dinheiro com ostentações, sempre brincalhão e muito vivaz. Possuía tudo que qualquer jovem queria. Mas Deus tinha outros planos para o nosso amado Francisco.

Com 20 anos Francisco teve que ir à guerra onde adoeceu e teve que voltar para casa. Voltou como um fracassado pois não conseguiu honrar o nome de sua família voltando antes do fim da guerra! Mas Deus durante este episódio já o sondava e foi quando Francisco ouviu uma voz sobrenatural que lhe pedia: “servir ao amor e ao Servo”. Então, Francisco iniciou seu processo de conversou e deixou para trás sua vida de ostentação e riqueza.

Em sua vida o seu encontro com o leproso foi o mais marcante. Ele tinha muito horror de leprosos, mas fazendo violência a si mesmo desceu do seu cavalo ofereceu-lhe uma moeda, beijando-lhe a mão. A partir de então, começou cada vez mais a desprezar a si mesmo, passou a visitar hospitais, dar roupas novas e gastava seu dinheiro com os leprosos.

Onde ninguém queria ir: misturar-se com o doente, com a podridão e contaminação Francisco foi. O único remédio que Francisco levava era a fraternidade. Ele amava o leproso como o próprio Cristo.

Conduzidos por Mateus 10, 09-11.

São Francisco possuía o dom da profecia, os primeiros que os seguiram foram doze homens grandiosos e santos onde nasceu a ordem dos frades menores e então recebem a aprovação da Santa Mãe Igreja.

São Francisco sempre buscava viver a pureza, certa vez por ela tentado tirou as roupas e se jogou na neve, em uma outra vez se jogou nos espinheiros. A radicalidade evangélica de São Francisco lhe levava a não ter prazer no que era terreno.

Precisamos começar a fazer penitência meus irmãos, recobrar o nosso jejum na sexta-feira. Nosso baluarte e inspirador do Carisma nos ensina isso.

Francisco era amante da natureza e já no fim de sua vida é levado a um lago com sua presença os peixes começam a saltar, os pássaros o rodeavam por sua tamanha santidade.

Criador do presépio, recebedor das chagas que são estigmas de Cristo. Ao saber que tinha poucos dias de vida, recebe a morte com um seja bem-vinda. Morreu escutando a paixão e morte de Nosso Senhor Jesus Cristo e após 2 anos é canonizado em um tempo mínimo, por sua tamanha santidade.

Deus nos ama com amor de proteção. São Francisco nos questiona: Como os homens podem amar uns aos outros se não amam o Amor?

E nós Filhos de Sião nascemos para louvar e adorar o Amor que não é amado!!! Uma graça inserida em nós no nosso nascimento.

A espiritualidade de São Francisco era na horizontal e na vertical, pois, amava a Deus e aos irmãos. Infelizmente estamos vendo os nossos irmãos indo para o inferno e não estamos fazendo nada. Perca tudo menos a amizade com Jesus. Não temos que olhar para Cruz, mas para Cristo crucificado é a Ele que nós devemos nos conformar ao Cristo Rei e Senhor abandonado na Cruz.

O carisma é esse grito que rompeu nossa surdez, é uma força, está dentro de nós, foi Deus quem nos deu. Tudo que está proposto nos nossos Estatutos nos leva para o céu.

“O que temer? Nada.
A quem temer? Ninguém.
Por quê? Porque aqueles que se unem a Deus obtêm três grandes privilégios: onipotência sem poder; embriaguez, sem vinho; e vida sem morte.” São Francisco de Assis

 

Francisca Gláucia da Rocha Sousa
Consagrada na Comunidade de Aliança Filhos de Sião
Membra do Conselho Geral da Comunidade

Conheça nossos autores

Abrir bate-papo
Olá
Podemos ajudá-lo?