Formação

Cura Interior

Conduzidos por Mateus 18, 10-14.

A cura interior parte daquele que é capaz de amar! E a única pessoa que é capaz de nos amar inteiramente e perfeitamente é Deus. Deus é amor e por ser amor nos cura e toda cura parte Dele.

Deus o ama como você é. Saiba que você é único aos olhos Dele, seu cabelo é único, seu jeito é único. Deus o fez assim e o ama assim,  embora o mundo diga o contrário. Mas afinal, quem é o mundo? O mundo não é nada comparado Àquele que nos deu vida. Você é obra prima aos olhos do Pai. Ele deixa quantas ovelhas for preciso para ir buscá-lo, porque Ele o ama, o quer e por você troca reinos.

No versículo 12, São Mateus é muito claro quando relata que  o homem deixa as noventa e nove ovelhas “para ir buscar aquela que se desgarrou…” Irmãos, quanto mais longe de Deus, mais doente seremos. Quanto mais longe do amor, mais triste viveremos!

Quem sai para ir buscá-lo para seus braços é o próprio Deus, porque como nos diz Santa Teresinha: “É próprio do amor abaixar-se”. Assim, abaixando-se, Deus mostra sua grandeza infinita. Ele é um Deus preocupado, ciumento, amoroso e, por isso, abaixa-se para ir buscar a ovelha que somos você e eu, quando fugimos.

Nós humanos, pecadores, nunca por nossas forças encontraríamos a Deus, mas o seu amor é tão grande que vai a nossa procura. Ele se abaixa para amar. Ele nos quer por perto para nos amar e, a partir do seu infinito amor, curar-nos. Sim, o amor cura! Ele nos aceita como somos. Ele não questiona nada, a única coisa que Ele quer é nos amar. Todo esse abaixar-se de Deus tem um propósito que é o amar!

Quando estamos com Ele por perto, Ele cuida das nossas feridas e das nossas dores. Somos todos feridos por marcas da vida, seja ela de pecado, de trauma, de relacionamentos e por aí vai…

Quando falamos de cura interior, falamos de cura da alma. Quando nos convertemos, o nosso espírito é vivificado pelo Espírito Santo e somos curados da culpa do pecado. Mas na nossa alma ficam feridas, lembranças, traumas de infância e marcas do tempo em que vivíamos no pecado. Nós só acharemos cura para essas feridas, lembranças, traumas e marcas no colo de Deus.

Deus nos cura amando! Junto com Ele, vamos até a nossa dor e lá Ele lança sua flecha de amor e nós passamos a ver a situação de outra maneira. Ele nos dá a força para perdoar. Muitas vezes nossa cura interior está dependendo apenas de um perdão que não foi dado, ou de um perdão que a gente pensa que deu.

Quantas vezes devo perdoar? 70×7 = sempre. Peça fundamental da cura: o perdão. A si mesmo (cometemos muitas coisas) e aos outros.

Ele vai nos buscar longe, porque Ele sabe que somente perto dele e da vida comunitária, ou seja, junto às noventa e nove que ficaram que eu serei amado e passarei a amar.

O exercício da cura interior se dá dentro da vida comunitária, aqui na Comunidade Filhos de Sião, que é lugar de amar, curar, amar de novo, se ferir e curar de novo. Tudo sob os olhos de Jesus!

No meu caminho de cura interior, eu descobri uma coisa: NENHUM FATO DA MINHA HISTÓRIA É UM ABSURDO PARA DEUS, (como aquela Samaritana, tudo que ela dizia, Jesus ia curando, assim tem sido comigo…) EM TUDO, ELE COLOCA AMOR E PELO AMOR SOU CURADO!

“Vinde a mim, todos vós que estais cansados e carregados de fardos, e eu vos darei descanso” (Mt 11,28). Vinde a mim todos vós que estais feridos e eu vos amarei e darei a cura.

DEUS ME AMA E ME ACEITA COM TODAS ESSAS MAZELAS, MAS QUER ME FAZER MELHOR A CADA DIA!

 

Fellipe Rios Osterno
Consagrado na Comunidade de Aliança Filhos de Sião

Conheça nossos autores

Abrir bate-papo
Olá
Podemos ajudá-lo?