Formação

Vigília Mariana – O louvor do Filho de Sião

Por que Maria é perfeito louvor a Deus?

Porque não louvou apenas em palavras, mas a sua vida foi um louvor a Deus e é neste louvor que precisamos nos inspirar.

Fomos criados para a glória de Deus: esta é a finalidade da nossa vida. Nossa vida precisa cantar louvores a Deus, pois foi para isso que fomos criados.

O louvor que Deus espera dos Filhos de Sião

As pessoas precisam amar Jesus porque eu amo. Talvez em nossa casa nós sejamos os únicos que temos uma vida em Deus. O louvor é a forma de oração que mais imediatamente reconhece que Deus é Deus! (conforme § 2.639 do Catecismo da Igreja Católica).

Quando reconhecemos quem é Deus automaticamente sabemos o nosso lugar de criatura. O louvor me faz reconhecer quem é Deus e quem sou eu. Ele é criador e eu sou obra de suas mãos.O poder de Deus não se calcula pela quantidade de milagres que Ele pode fazer na sua vida ou pelos prodígios. Ele é Deus sempre!

Uma marca indelével

O louvor me faz reconhecer a Deus. E para os Filhos de Sião é uma marca indelével: somos o povo do louvor. Deus espera de nós o louvor. Ele espera que reconheçamos quem Ele é: somos identificados pelo louvor.

Assim, que em nenhum momento nos falte o louvor, e, na hora da dor e do sofrimento, demos a Deus o perfeito louvor.

O perfeito louvor está relacionado à minha vida. Não basta apenas reconhecer o amor de Deus em palavras, mas com a vida. Precisamos sair dessa fase da nossa vida de só falar, de declarar só com a boca. É hora de sermos todo dele e fazer da nossa vida uma canção de louvor.

Marília Mendes – Consagrada na Comunidade de Vida

Daniel 3 – Fundamento do louvor do Filho de Sião.

Aqui o rei Nabucodonosor pede que jovens se curvem a uma estátua de ouro. E quantas vezes nós também ignoramos a Deus para não sermos jogados na fornalha?

Quais as fornalhas que aparecem na vida de vocês? Quais são os falsos deuses e ídolos que precisamos nos curvar para ser mais um e seguir como todos seguem?

Mas aqueles jovens não se prostraram diante da estátua de ouro. Entregaram-se por completo na confiança em Deus para livrá-los ou não da fornalha. Eles estavam convictos!

O louvor deles não foi um louvor de livramento, mas pela causa de Deus! Eles foram jogados na fornalha e permaneceram fiéis.

Se Deus permite situações em nossas vidas, Ele tira um bem! A nós cabe acreditar e louvar. Confiar! Reconhecer a soberania de Deus.

O louvor dos pequeninos sabe reconhecer quem é Deus.

 

Marília Ivina Mendes
Consagrada da Comunidade de Vida Filhos de Sião

Conheça nossos autores

Abrir bate-papo
Olá
Podemos ajudá-lo?