Formação

O grito que rompeu nossa surdez: O amor não é amado! O amor não é amado!

Celebramos hoje a memória de São Francisco de Assis, santo extraordinário cuja vida foi uma perfeita e concreta via do Evangelho. Para nós um grande Santo e Baluarte da nossa vocação, o primeiro pois a partir do seu grito: O amor não é amado, o amor não é amado! É inspirado o Carisma Filhos de Sião.

Por que “o amor não é amado”?

São Francisco percebeu que muitos conhecem pouco e mal a Jesus. Amam apenas em troca de algo ou por interesse. Mas, fogem da cruz e do amor exigente de Jesus. A lembrança do crucificado ardia o seu coração que queimava como fogo. Então começava a chorar e não se importava que os outros o vissem chorar.

Certo dia, Francisco começou a andar pelo bosque chorando e gemendo. Topou com um camponês e não se calou, continuou chorando. O camponês perguntou: “Que aconteceu irmão, porque choras?” E Francisco respondeu: “Meu irmão, o meu Senhor está na cruz e me perguntas porque choro? Quisera ser neste momento o maior oceano da terra, para ter tudo isso de lágrimas. Pois mesmo que juntássemos todos os rios e mares, não haverá lágrimas suficientes para chorar a dor e o amor de meu Senhor crucificado. Quisera Ter as asas invencíveis de uma águia para atravessar a cordilheiras e gritar sobre as cidades:  ‘O AMOR NÃO É AMADO! O AMOR NÃO É AMADO!’. Como é que os homens podem amar uns aos outros se não amam o amor?”. O camponês também não aguentou e começou a chorar.

Amemos o Amor como São Francisco com as nossas vidas, sem reservas e de todo o coração. A ponto de chorarmos as dores de perceber o Senhor abandonado pela humanidade.

 

Fellipe Rios Osterno
Consagrado na Comunidade de Aliança Filhos de Sião

Conheça nossos autores

Abrir bate-papo
Olá
Podemos ajudá-lo?