VOCACIONAL FILHOS DE SIÃO

Vigília Vocacional Jubilar – “Vinde à nascente das águas” (cf. Is 55, 1).

O Senhor nos convidou hoje para a nascente das águas. Vinde comer! Aqui na nascente das águas tem o alimento!

Meus irmãos, Jesus nos trouxe para a nascente das águas. Por que perder o dinheiro com aquilo que não alimenta? A gente fica desperdiçando o fruto de Deus com aquilo que não vai nos alimentar. O que o Senhor nos dá, corremos o risco de perder se não formos para a nascente das águas. Escutemos o Senhor! Basta ouvir o Senhor para se deliciar das melhores coisas.

“Vem nascer de novo, vem começar de novo!”

Na nascente das águas, Eu te sacio. Aqui eu quero concluir minha aliança contigo, com vocês, Filhos de Sião. Por termos vindo à nascente das águas, muitos irão nos procurar. Na nascente já tem tudo, não precisamos pagar nada, pois o próprio Cristo já pagou tudo na Cruz por mim e por você!

Intimidade com Cristo

Conduzidos por São Marcos 3, 13-14.

Jesus chamou os que Ele quis para estar com Ele e a primeira missão dos doze foi a de estar com Ele. Associamos a vida do discípulo apenas com ir à missão, mas Jesus queria estar com eles e só em seguida os enviar. Primeiro discípulo e depois apóstolo, porque o apostolo é o enviado. Discípulo é o que aprende vivendo com o mestre. Nesta escolha dos doze se inicia a Igreja, alicerçada pelos apóstolos e profetas e tendo como pedra angular Jesus Cristo.

Depois de ter escolhido os doze, Jesus deixa a entender que a sua obra não está destinada a acabar com Ele na cruz, mas que estava dando continuidade na história e na vida dos homens.

Essa primeira missão de estar com Jesus é o sustento de tudo. O meu sustento dentro do meu chamado é estar com Jesus, esta deve ser a primeira coisa. Deixar a própria casa, a profissão, para estar com Ele, para segui-lo de um lugar para outro, pois Jesus não parava. Os primeiros quiseram compartilhar tudo com Jesus, refeição, repousos, viagens e fadigas. Enfim, eles viveram com Jesus!

O que significa estar com Jesus nos tempos de hoje?

É viver na graça Dele, de consciência livre de tudo, ou seja, de forma honesta, vivendo a verdade e fugindo do pecado. Ninguém pode estar com Jesus olhando para as coisas e para as pessoas, pois como o Evangelho nos diz: “Ninguém pode servir a dois senhores”. Aqueles homens ou iam ter com Jesus uma relação íntima ou continuariam pescando. Portanto, viver com alguém significa muito mais do que morar no mesmo teto.

O mais belo do encontro com Jesus é porque ele tira tudo o que pesa sobre nós e diz: “Vinde a mim vós que estais com o fardo pesado e eu vou aliviar vocês…” Não existe fardo mais pesado do que o pecado. O que mais pesa é o pecado, a nossa desobediência, a infidelidade, o orgulho, apontar o dedo, fazer fofoca da vida do outro e não ser honesto consigo e com o outro. Isso é o que pesa sobre nós!

O sustento da nossa vida é o encontro pessoal com Jesus

Deixe Jesus encontrar você. Qual lugar você estar? Nós estamos todos os dias fugindo de Jesus. No entanto, é na oração que acontece o encontro pessoal com Jesus. Esta é a oração dos Filhos de Sião: o encontro que a gente não tem medo de ser quem a gente é, como nos diz os Estatutos.

Deixe-se se encontrar por Jesus. Deixe Jesus procurar você no dia a dia, sem cessar. Não há motivo para ninguém pensar que este convite não lhe diz respeito, é um convite para todos. Encontrar ou deixar Jesus nos encontrar.

Assim sendo, a oração é o meio privilegiado para cultivar uma intimidade com Jesus. Ele nunca deixou a multidão lhe sufocar, sempre se retirou para rezar. Nada impedia a sua relação pessoal com o Pai nem Ele negligenciava o seu diálogo com o Pai. Irmãos, nós corremos o risco de sobrecarregar o nosso dia com tarefas e mais tarefas, obrigações e mais obrigações e não manter a nossa relação com Jesus. Damos tempo a muita coisa, mas não damos tempo para a nossa relação com Jesus.

O que Jesus fazia durante o dia era fruto da sua oração da noite. O que você está fazendo é o resultado da sua oração?

Somos convidados pela Comunidade a reservar duas horas do nosso dia para rezar, divididas em oração pessoal e estudo bíblico. O que tem tido resultado nas nossas vidas é devido a intimidade com Jesus ou estou resolvendo as coisas do meu jeito? O Senhor quis a Comunidade Filhos de Sião para uma vida ofertada e extraordinária, não mais uma vida retida, conservada e guardada. Por isso, Jesus nos convida a rezar sem cessar. Somente a oração nos ajudará a permanecer Nele!

O que Jesus nos diz da videira? Eu sou a videira, vocês são os ramos e o meu Pai é o agricultor. O Carisma é a ceiva que nós faz permanecer em Jesus. Ser Filho de Sião não é um título, mas uma razão de ser, como nossa finalidade nos diz. Ser Filho de Sião é permanecer ligado à videira. Permanecendo em Jesus e sendo alimentado pelo Carisma, você será para o mundo e para a Igreja um verdadeiro Filho de Sião.

O Carisma é suficiente para nós

Ser Filho de Sião me faz ter um vínculo com Jesus e com esta forma de vida de ser e pertencer a Ele. O Carisma é um dom de Deus, algo grande que se revela todo dia. Nesse sentido, existe um caminho para nós e faz-se perigoso nós estarmos aqui sem ter vínculo nenhum com esta obra de Deus.

Que a nossa vida não esteja sobrecarregada demais com tanta coisa, pois corremos o risco de não sabermos o que é importante para nós, o que nos faz bem e o que nos salva. Podemos estar nos esforçando para ganhar a vida aqui e perdermos o vínculo que o Senhor nos deu que é o Carisma Filhos de Sião.

A única coisa que a Comunidade quer com a sua vida é salvá-la!

 

Francisco Adriano Silva
Cofundador, Consagrado na Comunidade de Vida com Promessas Definitivas

Conheça nossos autores

Abrir bate-papo
Olá
Podemos ajudá-lo?